Grande Otelo

Grande Otelo
Grande Otelo, mascote da campanha.

Apoio de várias celebridades

Apoio de várias celebridades
Hebe Camargo num lambeselinho em Grande Otelo, mascote da campanha.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Vinhedo



Chipagem em animais será feito no Departamento de Vigilância em Saúde que está sendo construído pela Prefeitura


A Secretaria de Saúde irá implantar um sistema de informações e identificação de animais em Vinhedo assim que entrar em funcionamento o Departamento de Vigilância em Saúde, que está sendo construído pela Prefeitura, no bairro Pinheirinho, para abrigar três setores de saúde, o Centro de Controle de Zoonoses e as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica.
Conhecido como chipagem, o sistema irá permitir a redução de animais abandonados no município e ajudará no controle de proliferação de cães e gatos.  
A aplicação do chip será feita gratuitamente nos animais dos proprietários que procurarem o Departamento de Vigilância em Saúde para a realização do procedimento de castração. O proprietário de animais já castrados também poderá solicitar a chipagem do seu animal, se tiver interesse.

Do tamanho de um grão de arroz, o chip será aplicado sob a pele do animal e conterá informações como raça, sexo e controle de vacinas aplicadas no animal, além de dados do proprietário, como nome, endereço e telefone. Haverá no Setor de Controle de Zoonoses um leitor de informações que funcionará semelhante a um código de barra, para identificar os dados do proprietário do animal chipado. 
De acordo com a secretária de Saúde, Nadia Capovilla, com esta identificação ficará muito mais fácil de localizar o dono de animais perdidos. “Após a aplicação do chip, os animais que forem encontrados na rua vão passar por um leitor para identificar o dono, ajudando a reduzir o número de perdas de animais de estimação. Em um ano de utilização do sistema pretendemos chipar cerca de 90% de cães e gatos com donos na cidade”, explicou a secretária, em visita ao prédio, acompanhada da diretora de Saúde, Regina Ligo. 
Além do sistema de informações e identificação animal, a Secretaria de Saúde irá investir em campanhas de conscientização sobre posse responsável e para incentivar a castração de animais. 
O Centro de Controle de Zoonoses terá sala de vacina, sala de coleta, centro cirúrgico, área pós-cirurgia, laboratório de coleta de sangue para análise, canil e gatil com 12 baias isoladas para permanência dos animais em período determinado de observação. 
Haverá um laboratório para identificação de larvas e carrapatos, sala de treinamento de funcionários e área para realização de palestras e orientação sobre posse responsável. 
“Técnicos do Centro de Controle de Zoonoses irão participar ativamente no controle e orientação à população sobre as zoonoses (febre maculosa, leptospirose, leishmaniose, dengue, entre outras)”, explicou a secretária.
Obra 
A construção do Departamento de Vigilância em Saúde está na fase de acabamentos internos e externos e deverá ser inaugurado ainda no primeiro semestre deste ano. 
O Departamento de Vigilância em Saúde também acolherá a Vigilância Sanitária, que hoje funciona em prédio alugado. Haverá sala com estrutura de trabalho para os técnicos, sala de reunião e local apropriado para o desenvolvimento de ações de educação em saúde. 
A Vigilância Epidemiológica terá um local apropriado para armazenar os estoques de vacinas que serão distribuídos às unidades de saúde. 
“A criação de um departamento, com adequação de espaço físico para reunir todos os setores relativos à Vigilância em Saúde, é de extrema importância para o desenvolvimento das ações para prevenção e controle de doenças”, explicou o prefeito Milton Serafim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário